Horário de verão e a economia de energia

O horário de verão começou neste final de semana. Muito se fala da economia de energia que ele traz, mas você sabe como isso funciona?

horario de verao economia de energia 2014

Neste domingo (19) o horário de verão começou em dez estados e no Distrito Federal. A medida faz com que os relógios sejam adiantados em uma hora nessas localidades, “estendendo o dia” e possibilitando a redução no consumo de energia nos horários considerados de pico.

Mas afinal, por que adiantar o relógio contribui com a redução no consumo de energia?

A resposta para essa questão é muito simples: ao proporcionar que a luz solar seja mais bem aproveitada, o consumo de energia com iluminação artificial é reduzido. A diminuição estimada para o período 2014/2015 do horário de verão chegará a R$ 278 milhões.

Apesar do valor expressivo, esse número não causa um impacto que possibilite a redução do valor na conta. Porém, o benefício vai além da questão financeira. A diminuição no consumo de água dos reservatórios das hidrelétricas chega a aproximadamente 0,4%. Além disso, a mudança evita a sobrecarga do sistema elétrico entre as 18h e 21h, considerado o horário de pico, reduzindo em 4,5% a demanda no período, o que representa um total de 2.595 megawatts.

Estados

Além do Distrito Federal, a mudança no horário atinge os estados do Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo.

Esse é o 39º ano em que o horário de verão é adotado. Iniciado no dia 19 de outubro, ele terá a duração de 126 dias, terminando no dia 22 de fevereiro de 2015.

Atitudes

Com algumas medidas simples, você pode contribuir com essa redução no consumo. Veja algumas ações para diminuir a sua conta de energia:

Substitua lâmpadas incandescentes por modelos fluorescentes ou de LED. Apesar de terem um custo maior na compra, a sua durabilidade e o consumo reduzido de energia fazem com que esses modelos sejam mais econômicos do que as lâmpadas tradicionais.

Ao adquirir eletrônicos e eletrodomésticos, observe as etiquetas do Programa Brasileiro de Etiquetagem, realizado pelo Inmetro. Através delas é possível identificar quais aparelhos são mais econômicos e possibilitam gastos menores de energia.

Para usar o ar condicionado de maneira mais eficiente, feche as portas do ambiente, ligue-o no máximo e espere refrigerar. Após isso, regule a intensidade de refrigeração para manter o ambiente em uma temperatura confortável. Para manter o bom funcionamento e o consumo menor de energia é importante não deixar as portas abertas e também desligar o aparelho quando não houver ninguém no ambiente.

Esta entrada foi publicada em Geral, Site e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.